Notícias

Poços artesianos serão perfurados no sudeste tocantinense

28/06/2017 - Lidiane Moreira/Governo do Tocantins *

Nessa terça-feira, 27, o presidente da Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), Eder Fernandes, visitou o assentamento Vitória 3, no município de Dianópolis, região sudeste do Estado, acompanhado do prefeito Gleibson Moreira, vereadores, secretários municipais e lideranças locais. Durante o encontro com a comunidade rural, o presidente anunciou medidas para amenizar a falta de água durante o período de estiagem.

Dois caminhões-pipas serão disponibilizados pelo Governo do Tocantins, o que contribui com a ação da prefeitura que iniciou o abastecimento nos assentamentos na semana passada.

Além dos caminhões, o presidente da ATS anunciou a perfuração de dois poços artesianos para o Vitória 3 e mais poços para outras comunidades do sertão. “Um dos poços é emenda da deputada Josi Nunes, o outro será aberto pela ATS com recursos próprios, juntos irão atender mais nove comunidades de Dianópolis”, afirmou.

O presidente da Associação do Assentamento, Adelino Pereira, falou sobre a importância de um poço para o local. “Já estamos recebendo água em nossas casas com o caminhão-pipa e a notícia da abertura do poço nos deixa feliz, pois podemos começar a planejar nosso futuro com a vinda da água”, destacou.

Os poços artesianos serão instalados na modalidade de Sistemas Coletivos de Abastecimento de Água (SCAA), compostos por poço artesiano, bomba, reservatório, clorador e rede de distribuição de água.

Programa Água para Todos

Três frentes de trabalho constituem o Água para Todos: cisternas, pequenas barragens e Sistemas Coletivos de Abastecimento de Água (poços). As cisternas já beneficiam comunidades rurais dos 27 municípios da região sudeste.

As cisternas de polietileno têm capacidade para armazenar 16 mil litros de água. As pequenas barragens armazenam água durante o período das chuvas para que, posteriormente, seja utilizada para saciar a sede de animais e irrigar pequenas lavouras familiares.

As cisternas e barragens têm alcance de em média 57 mil pessoas que habitam a zona rural dos 27 municípios da região sudeste do Tocantins.

Liberação de recursos

Em Brasília, o presidente da ATS, Eder Fernandes, busca a liberação de recursos junto ao Ministério da Integração Nacional (MI) no valor de R$ 13 milhões a serem aplicados no âmbito do Programa Água para Todos, do governo federal.

Foi solicitado ao ministro Hélder Barbalho a liberação da segunda parcela no valor de R$ 3 milhões, para continuidade da construção de pequenas barragens nas comunidades rurais da região sudeste do Tocantins. O programa prevê cinco pequenas barragens para cada um dos 27 municípios que compõem a região sudeste, total de 135.

*Colaborou Ceila Menezes/Ascom Prefeitura de Dianópolis  

Compartilhe esta notícia